Ideias

O Sonho Americano Despedaçado em Bombay Beach: Amor e uma Barraca

Entre a cordilheira das Chocolate Mountains e o Salton Sea, no estado da Califórnia, habitam comunidades cuja maioria da população vive abaixo do limiar da pobreza. Os dados dos censos de 2000 indicam que o rendimento familiar médio é inferior a 20 $.

Em Abril de 2011 estreou, no Tribeca Film Festival, o documentário “Bombay Beach”, do realizador israelita Alma Har’el. Com música de Bob Dylan, o documentário acabou por conquistar um prémio no festival de Tribeca, outro no de Woodstock, uma nomeação para um Independent Spirit, e “atirou” as histórias das centenas de comunidades nómadas que existem nos E.U.A..

A população varia entre os 75 indivíduos, no verão, e as muitas centenas, no inverno.

Cumprindo a sua última vontade, Jerry leva Darla a um poço, para que esta se possa sentar na água. A população sofre de períodos de seca completa durante os meses de verão, em pleno deserto da Califórnia.

Tumbleweed e Moria Morosky, a mulher do seu melhor amigo, na roulotte dos Morosky. Weeds, como gosta que lhe chamem, visita os Morosky diariamente para sessões de cinema.

Chocolate, o cão de Larry McCullough, descansa ao sol, junto de um dos 6 carros do dono. “A vida aqui requer um pouco de ingenuidade e muita paciência.”

Mark Miller faz o seu próprio cigarro, a partir de beatas encontradas em estaleiros de obras.

Cemitério improvisado para amigos de longa data, esposas e maridos, filhos irmãos…ou cães.

Amigos de infância, Judd Jones e David Hines, e os respectivos cães, Coco e Blackie. Jones e Hines sofrem de Síndrome do Alcoolismo fetal, um padrão de defeitos físicos e mentais, resultado do contacto com altos níveis de consumo de álcool durante a gravidez; a doença obriga-os a auto-medicarem-se com o que conseguem encontrar. Hoje foi licor de malte roubado de uma mercearia. Jones foi preso, mais tarde nesse dia, consequência de um mandado de captura emitido em Dezembro desse ano, por ter violado a mãe e pegado fogo à roulotte com ela lá dentro. Felizmente, conseguiu fugir.

<!--nextpage-->

 

Willie Reynolds pede emprestada a piscina ao seus cães, para se refrescar do calor estival, durante o seu banho semanal. As braçadeiras foram prenda de aniversário, e “…dão jeito, para não me afogar.” Hoje é o seu aniversário, e os amigos surpreenderam-no com um churrasco e um bolo.

Willie, com uma cerveja na mão. Diz ele que “…a cerveja faz desaparecer as dores de cabeça.” Estas advêm da esquizofrenia de que sofre.

Ashley Appleby, a mãe Crystal Strieker, o pai Robert, e Ben Morofsky, amigo da família, fazem planos para sair de Bombay Beach. Os Morofsky viram os seus 3 filhos levados pelos Serviços de Protecção de Menores (CPS) há 3 anos, por a família não reunir condições necessárias ao seu desenvolvimento. Para evitar que o mesmo aconteça a Ashley, Robert e Crystal pretendem mudar-se para Washington, onde um primo tem terreno.

Ben e Moria Morofsky trocam os votos de matrimónio, perante o padrinho, Earnie Loza. Os Morofsky, juntos há 14 anos, são o segundo casal a dar o nó em Slab City

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s